Exposição que marca os 60 anos da Cinemateca Brasileira

Ano

2006

Local

Sesc Pompéia

Metragem

800m2

 
 

Fomos convidados pela Cinemateca Brasileira para desenvolver um projeto que mostrasse todo o seu trabalho, que envolve memória, preservação e restauro de filmes. Para mostrar o trabalho de restauro precisávamos mostrar os princípios físicos de funcionamento do cinema e seu complexo desenvolvimento tecnológico. Tentamos usar na exposição o mínimo de textos e desenvolver ao máximo equipamentos interativos que evidenciassem estas idéias.

 
 
 
 

Criamos um manto em tecido elástico para cobrir toda a exposição. Neste manto plotamos cronologicamente tiras dos filmes emblemáticos da história do cinema nacional. Desenvolvemos uma sequência de cones, que funcionavam como pequenas salas de projeção, e que organizavam os blocos de conteúdos separando-os em princípio do movimento, princípio cinematográfico, cinema sonoro, colorido e digital. Numa das laterais destes cones as questões técnicas eram apresentadas em infográficos, do outro lado eram mostradas as histórias e descobertas que envolviam cada um destes temas. Na base dos cones, eram mostrados os processos de preservação desenvolvidos na cinemateca. Pontuando o espaço entre os cones tínhamos as peças eletromecânicas que mostravam os diferentes fenômenos físicos relacionados ao cinema.