Projeto expográfico do museu permanente dedicado a obra de Mazzaropi

Ano

2010

Local

Taubaté

Metragem

480 m2

 

Mazzaropi foi talvez o mais popular personagem da história do cinema brasileiro. Sua filmografia, com 32 filmes, foi responsável pelos maiores recordes de bilheteria do Brasil. Com sua figura caipira, lotou por três décadas os cinemas nacionais. O prédio do Museu foi construído nos antigos estúdios de Mazzaropi, em Taubaté, com uma arquitetura moderna especialmente projetada para receber o acervo. Trabalhamos numa linha narrativa vinculada à cronologia de seus filmes, que espelham uma crônica da vida no Brasil entre as décadas de 1950 e 1980, período em que o país deixa de ser predominantemente agrário e transforma-se essencialmente em urbano. A obra de Mazzaropi registrou essa transformação e conta de forma divertida parte da nossa história.

Desenvolvemos alguns equipamentos de interatividade que remetem aos princípios do cinema, como zoótropos e infográficos mecânicos. Destaque para a “Moviola eletrônica” no painel do filme Candinho, uma interação que mostra quadro a quadro uma cena e cria a noção de movimento quando é acelerada.