de Richard Wagner, 1873
Ano
2012
Local
Theatro Municipal de São Paulo
Regencia
Luiz Fernando Malheiros
Direção
André Heller Lopes
Cenografia
Renato Theobaldo e Robeto Rolnik
Figurino
Marcelo Marques
Iluminação
Fabio Retti

 

A ópera que fecha o “Ciclo do Anel”, de Wagner, começa com a trama da vida fiada pelas “Nornas Brasileiras”, que tecem um patchwork com todos os assuntos do mundo.  O “Valhala”, a morada dos Deuses, é uma espiral semitransparente, como uma babel de ponta-cabeça.

As Ninfas do Reno encontram Siegfried à beira do rio, num antigo mercado de peixes, como os que ainda existem junto aos rios brasileiros, construídos com metal fundido. Essa peça é pantográfica e se fecha em cena aberta para sumir no urdimento.